Início BACANA NEWS Para usuário aceitar nova política, Whatsapp impõe data

Para usuário aceitar nova política, Whatsapp impõe data

Compartilhar
Foto: GETTY IMAGES

O WhatsApp tenta impor sua nova política de privacidade desde janeiro. Muitos usuários, julgando que a privacidade deles estava em jogo, migraram para aplicativos de mensagens rivais, caso do Signal e do Telegram. Uma nova abordagem, mais branda, foi anunciada pelo WhatsApp na última quinta-feira.

Agora os usuários têm até o dia 15 de maio, a data inicial era 8 de fevereiro, para assinar, digitalmente, a nova política de privacidade da startup. De acordo com o TechCrunch, quem não der o OK não conseguirá mais usar algumas funcionalidades do aplicativo.

Segundo o TechCrunch, o WhatsApp informou em um e-mail, destinado a parceiros comerciais, que “por um curto período, esses usuários poderão receber ligações e notificações, mas não serão capazes de ler ou enviar mensagens do aplicativo.”

Refere-se, claro, à turma que não concordar com as novas regras. E esse “curto período” se traduziria em algumas semanas de banimento. Em outras palavras, para os rebeldes, nada de enviar mensagens ou fazer chamadas. Não está totalmente claro, porém, o que acontecerá com os usuários rebeldes após esse tempo de castigo.

A página de perguntas frequentes do WhastApp afirma, no entanto, que o aplicativo imporá a eles, após dia 15 de maio, sua política destinada a “usuários inativos”. No que consiste? Via de regra na exclusão “após 120 dias de inatividade”.