Início BACANA NEWS Movimento cresce no Aeroporto de Belém durante o Carnaval

Movimento cresce no Aeroporto de Belém durante o Carnaval

Compartilhar

Foto: Reprodução

Com informações da Infraero

O Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans espera receber 61,7 mil passageiros durante o Carnaval, entre os dias 21 e 27 de fevereiro. O número representa crescimento de 9,6% em relação aos 56,2 mil viajantes contabilizados no mesmo feriado do ano passado, que ocorreu de 1º e 7 de março.

O superintendente de Val-de-Cans, Fábio Rodrigues, explica que uma força tarefa foi montada para atender a demanda e garantir a fluidez, o conforto e a segurança para quem vai viajar de avião no período carnavalesco. “Intensificamos as ações das equipes de limpeza, segurança e operações. E aliado a isso, executamos também ações preventivas em toda a sua infraestrutura de equipamentos tais como esteiras de bagagens, escadas rolantes, entre outros”, explicou Fábio.

Com capacidade para receber até 7,7 milhões de passageiros por ano, o aeroporto registrou mais de 3,57 milhões de viajantes em 2019, entre embarques e desembarques. O volume é 1,6% superior ao fluxo de 2018, que teve 3,52 milhões de embarques e desembarques realizados.  

Somente em janeiro deste ano, cerca de 335,7 mil pessoas utilizaram o terminal paraense, 1,5% superior ao movimento contabilizado no mesmo mês de 2019, que teve 330 mil. Já o fluxo de aeronaves cresceu 3,3%, com 3,3 mil operações de pousos e decolagens. Os números colocam o aeroporto em primeiro lugar entre os aeroportos mais movimentados da região Norte, além de ser o quinto da Rede Infraero.

Operam no aeroporto cem voos comerciais regulares de seis companhias aéreas – Azul, Gol, Latam, MAP, Surinam e TAP. As rotas interligam a capital paraense a diversos destinos brasileiros – Guarulhos e Campinas (SP); Recife (PE); Brasília (DF); Macapá (AP); Altamira, Marabá e Santarém (PA); Rio de Janeiro (RJ); Confins (MG); Manaus (AM); Fortaleza (CE); São Luís (MA); Cuiabá (MT). Já os voos internacionais ligam Belém à Europa, aos Estados Unidos, ao Suriname e à Guiana Francesa.