Início BLOG DO BACANA Lives e doações para combater os efeitos do coronavírus no Brasil

Lives e doações para combater os efeitos do coronavírus no Brasil

Compartilhar

Foto: Reprodução/Youtube

Por Pedro Valdez, Revista Bacana

Nesse momento difícil para população mundial, a solidariedade falou mais alto em muitos momentos. O coração de milhões de pessoas garantiu que muitos em dificuldade pudessem sobreviver. Uma série de anônimos e empresas fazem parte dessa corrente de bem. Uma das iniciativas que mais fez sucesso foram as “lives” de cantores, onde espectadores podem doar um valor qualquer ao assistir o show. A inciativa das lives começou simples, apenas com cantorias a Capella ou voz e violão no Instagram. Pouco depois o cantor Gusttavo Lima abriu a própria mansão para os fãs e fez um show de cerca de 6 horas. Muito divertido entre uma música e outra, Gusttavo foi capaz de arrecadar dinheiro suficiente para 20 toneladas de alimentos. Bruno e Marrone, Marília Mendonça, Jorge & Mateus, Joelma e vários outros artistas também fizeram lives e estimularam colaborações do público.

As maiores empresas do Brasil também entraram na corrente de solidariedade. Os bancos Itaú, Bradesco e Santander vão doar equipamentos médicos, como tomógrafos e respiradores e, juntos, 5 milhões de testes rápidos para detectar a covid-19. A iniciativa levará em conta as orientações do Ministério da Saúde e a disponibilidade dos itens no mercado. Os bancos constituíram uma força-tarefa com profissionais de cada instituição que definiu a logística para a importação dos kits de testagem e dos equipamentos.

A estatal Petrobras doou ao SUS 600 mil testes para diagnóstico do novo coronavírus, que serão importados dos Estados Unidos. Desse total, 400 mil foram entregues ao Ministério da Saúde e 200 mil à Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro. O valor do investimento não foi informado.

A petroleira informou também que irá direcionar parte da capacidade de processamento de computadores de alto desempenho (HPC) – os chamados “supercomputadores” – para colaborar com pesquisas de universidades sobre o combate ao coronavírus. A mineradora Vale anunciou a compra de 5 milhões de kits de testes rápidos para o novo coronavírus. Os testes, que permitem ter um resultado em apenas 15 minutos, foram comprados na China e entregues ao governo brasileiro em abril. A empresa também ajudou na construção dos hospitais de campanha no Estado do Pará.

A TV Globo disponibilizou um site para que o público possa consultar instituições com credibilidade antes de fazer as doações. Está disponível em: paraquemdoar.com.br. A TV Liberal organizou “a ação contra fome”, onde vários artistas podem ressaltar a importância do isolamento social e pedir doações para quem mais precisa. A audiência poderia deixar alimentos na sede da Fundação Pestalozze, em Belém. Até agora 3 comunidades da capital já receberam os donativos. O governador do Pará Helder Barbalho anunciou no Twitter que vai doar 3 meses do próprio salário para o combate ao coronavírus. O total do valor é de aproximadamente 67 mil reais.