Início DESTAQUE Liga das Escolas de Samba de Belém receberá apoio de R$ 360...

Liga das Escolas de Samba de Belém receberá apoio de R$ 360 mil do Estado

Compartilhar

Agência Pará

Representantes das nove escolas do grupo especial de Belém foram recebidos no Palácio do Governo, na manhã de ontem (7), pelo governador Helder Barbalho e o vice-governador, Lúcio Vale. O encontro teve como objetivo anunciar o apoio efetivo do Estado para a realização do carnaval na capital paraense. Serão disponibilizados R$ 360 mil para as escolas de samba. O desfile também será transmitido ao vivo pela TV Cultura.

“Reafirmo a importância do nosso carnaval, que pode voltar a ter o protagonismo que há alguns anos já teve, sendo reconhecido até como um dos melhores carnavais do Brasil. É um desafio trabalhar para que haja um resgate desta cultura e condições que permitam com que o talento das escolas de samba do nosso Estado seja reconhecido e que referências carnavalescas voltem ao calendário cultural do Pará”, disse Helder Barbalho.

Há pouco mais de duas semanas para o desfile das escolas, o Governo do Estado, por meio de parceria com o Banco do Estado do Pará (Banpará), anunciou que irá patrocinar as escolas de samba do grupo especial. Segundo Brasilino Assunção, presidente da instituição financeira, cada agremiação do grupo especial receberá R$ 40 mil, somando o total de R$ 360 mil de recursos.

Para Tereza Hanemann, presidente da Liga das Escolas de Samba do grupo especial de Belém, estar reunido com governo é fundamental para o crescimento do carnaval. “Nós que fazemos o carnaval, a cultura, sofremos muito em nosso Estado. A gente não quer ter apoio todo ano, a gente quer ter um fomento agora para que amanhã o carnaval sobreviva. Hoje estamos precisando do apoio do Governo, estamos precisando do Helder”, pontuou, acrescentando que essa é a primeira vez que se abre uma porta desse porte, com o patrocínio do Banpará.

Estiveram presentes também na reunião, além do governador e do vice-governador; Orlando Reis, vice-prefeito de Belém; Brasilino Assunção, presidente do Banpará; ÚrsulaVidal, secretária de Estado de Cultura; Tereza Hanemann, presidente das escolas de samba do grupo especial de Belém; Hilbert Dilon, presidente da Funtelpa; Vanessa Vasconcelos, diretora da TV Cultura; e os representantes das nove escolas do grupo especial de Belém.

Transmissão – Na ocasião, Hilbert Dilon, presidente da Funtelpa, e Vanessa Vasconcelos, diretora da TV Cultura, falaram da oportunidade que é poder voltar a colocar ao conhecimento de todos a cultura do Estado, e de valorizar o samba produzido no Pará.

Juntas, a TV e a Rádio Cultura, como veículos de comunicação públicos do Estado, detêm a maior cobertura no Pará. As emissoras farão uma grande tramissão do carnaval do grupo especial das escolas de samba de Belém. De imediato, a TV começará a exibir os informativos e a preparação do carnaval, com interprogramas. Os programas Sem Censura e Circuito, por exemplo, serão especiais. Na Rádio será divulgado o samba-enredo das escolas durante a programação.

“Queremos com a transmissão da TV e Rádio cultura, envolver toda a comunidade não só de Belém, como do estado inteiro. O carnaval da capital precisa voltar a ser um dos maiores carnavais do Brasil. Precisamos resgatar o amor pelo carnaval e temos como fazer isso”, ressaltou Hilbert Dilon.

Ações – Ainda durante a reunião, a secretária Úrsula Vidal falou do apoio ao grupo especial das escolas de samba de Belém e das ações que serão desenvolvidas com diversos órgãos.

A Secult vai realizar, antes e durante o desfile, campanhas promovendo a sustentabilidade, cidadania e responsabilidade social que envolvam cooperativas de catadores de lixo. Além disso, serão realizadas atividades de incentivo à doação de sangue, contra a violência doméstica e contra a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Por fim, a secretária falou que em 2019 será criado um prêmio para a escola campeã. “Para que esse valor seja um dia usado por essa escola na promoção da cultura, da cidadania, do esporte, da educação, dentro da agremiação que ganhar o carnaval esse ano”, finalizou.