Início BACANA NEWS Hospital Jean Bitar realiza ação educativa sobre Dia Mundial da Obesidade

Hospital Jean Bitar realiza ação educativa sobre Dia Mundial da Obesidade

Compartilhar

Foto: Agência Pará

Por DOL, com informações da Agência Pará

De acordo com dados da última pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), do Ministério da Saúde, sobre obesidade, apontou que 18,9% dos brasileiros estão obesos. A pesquisa foi realizada em 2018 e divulgada em julho deste ano.

Ainda de acordo com o levantamento, Belém tem 20,7% da sua população com obesidade – índice acima da média nacional da ocorrência da doença. Com relação à população masculina, a Vigitel classifica a capital paraense na 5ª colocação, com 57,7% dos homens com IMC acima de 25 kg/m²- o que os médicos especialistas consideram como excesso de peso, um estado de alerta para a ocorrência da obesidade. A população feminina belenense ficou na 11ª posição.

“Estamos com o índice de obesidade acima da média brasileira, precisamos de uma atenção maior aqui na nossa capital”, alerta a médica Flávia Cunha, endocrinologista do Hospital Jean Bitar e presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) – regional Pará. Conforme informou a endocrinologista, a melhor maneira de prevenir a obesidade é mantendo um equilíbrio entre alimentação saudável e prática de exercícios físicos.

Segundo informa a médica, “as atividades físicas programadas são essenciais, mas, as atividades físicas não programadas, como subir escadas no trabalho e outras atividades que envolvam caminhadas no dia a dia do trabalho ou fora dele, também contribuem na prevenção do excesso de peso e da obesidade propriamente dita.”

A endocrinologista informa que nos casos mais graves de excesso de peso, quando existem outras doenças associadas como diabetes e hipertensão, a indicação é o tratamento medicamentoso, mas ressalta que o uso de medicamentos não exclui a necessidade de movimentar o corpo e melhorar a alimentação.

Flávia faz questão de alertar ainda, sobre o uso exagerado de smartphones, computadores e televisores. O hábito de permanecer longas horas na frente de telas contribui para um comportamento sedentário. Existe, ainda, um outro agravante, a chamada “luz azul” que já foi alvo de diversos estudos nos últimos anos. “Estudos constataram que a luz presente nas telas de smartphones, tablets e computadores inibe a secreção da melatonina, o hormônio que avisa o nosso corpo que está na hora de dormir. A falta de sono regular compromete a liberação de hormônios que atuam no metabolismo, o que também favorece o ganho de peso”, informa.

Em alusão ao dia 11 de outubro, Dia Mundial da Obesidade, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – regional Pará e a equipe de endocrinologista do Hospital Jean Bitar promoverão uma ação educativa com orientações de saúde sobre prevenção da obesidade e distribuição de material informativo sobre a doença, a partir das 9h, na recepção do ambulatório de endocrinologia da instituição, que é referência no Pará na assistência médica para o tratamento clínico da obesidade, sendo também, o único hospital do Norte do país no âmbito do SUS, habilitado para a a realização de cirurgia bariátrica, um dos métodos de tratamento da obesidade grave.