Início BACANA NEWS Suzanne Von Richthofen, se irrita, tenta censurar livro que conta sua história,...

Suzanne Von Richthofen, se irrita, tenta censurar livro que conta sua história, mas não consegue

Compartilhar

Foto: Jefferson Coppola/VEJA

Com informações da VEJA.com

Após ver frustrada a tentava de tentar censurar sua publicação pela Justiça, Suzane Von Richthofen leu o livro Suzane – Assassina e Manipuladora, escrito por Ulisses Campbell. A mandante dos assassinatos dos pais achou a obra “ofensiva”. Ela recorreu ao Supremo Tribunal Federal para que a publicação fosse recolhida das livrarias e que a Justiça suspendesse o lançamento marcado para esta quinta, 23, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, segundo divulgou a coluna de João Batista Júnior, da VEJA Gente.

Diz Suzane via Defensoria Pública de São Paulo: “a publicação do livro afronta a própria Administração da Justiça e o Poder Judiciário, pois a publicação se utiliza de dados obtidos de processo de execução penal em tramitação sob segredo de justiça e trechos de laudos médicos psiquiátricos e psicológicos acobertados pelo sigilo profissional”. Nesse sentido, alega que “uma vez publicado o livro e exposto seu conteúdo, as consequências danosas serão desastrosas e irreversíveis para a agravante e para a Justiça Pública, sendo que eventual e futura indenização pecuniária ou direito de resposta não restaurarão o status quo ante”. Ela ainda “solicita a consequente suspensão da publicação do livro “Suzane –
Assassina e Manipuladora”, marcada para 23.01.2020, bem como a suspensão de suas vendas, já disseminadas por sites de internet”.

O STF não acatou os pedidos de Suzane e o livro, além de estar as vendas em livrarias físicas e online, teve garantida a sua noite de autógrafos.