Início BACANA NEWS Polícia Civil celebra 143 anos de existência e Governador anuncia concurso para...

Polícia Civil celebra 143 anos de existência e Governador anuncia concurso para a corporação

Compartilhar

Foto: Marcelo Seabra/Agência Pará

A exemplo do que vai acontecer com a Polícia Militar, que abrirá sete mil novas vagas por concurso público, a Polícia Civil do Pará também terá seu concurso para novos servidores ainda este ano. A informação foi dada pelo governador do Estado, Helder Barbalho, na noite desta quarta-feira (24), durante cerimônia que celebrou os 143 anos da Polícia Civil no Estado, cujo aniversário transcorreu no último domingo (21).

A solenidade, que aconteceu no Coliseu das Artes, no espaço São José Liberto, em Belém, marcou ainda a entrega de diversas honrarias concedidas tanto a policiais civis quanto a autoridades civis e militares pela relevância dos serviços prestados à Polícia Civil do Estado. O próprio governador Helder Barbalho e o vice, Lúcio Vale, foram contemplados com a medalha do Mérito da Polícia Civil.

Além de anunciar a seleção para novos servidores da Polícia Civil – que deverá oferecer cerca de 1,5 mil postos de trabalho em cargos como de delegado, escrivão, investigador e papiloscopista –, o governador do Pará também celebrou a integração entre os órgãos da segurança pública, o que, para ele, tem sido fundamental para a redução dos índices de violência observados nestes quatro primeiros meses de governo.

“A efetividade dos nossos resultados se dá a partir dessa integração. É ela quem cria um ambiente adequado para entregar à sociedade paraense o que é um direito seu, isto é, uma vida de paz, e, ao mesmo tempo, também representa o cumprimento dos nossos deveres como servidores públicos”, pontuou Helder Barbalho.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual também assinou um decreto que cria o Manual de Identidade Visual da Polícia Civil do Pará.

A primeira-dama do Estado, Daniela Barbalho, também recebeu a Medalha do Mérito da Polícia Civil, concedida a autoridades civis e militares que prestaram relevantes serviços à instituição policial.

Já o delegado-geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira, fez questão de ressaltar o papel de cada servidor da instituição na excelência dos serviços prestados à população paraense, não só no que diz respeito ao combate à criminalidade, como também nas ações de cidadania.

“A Polícia Civil do Pará está, a cada dia, mais forte e responsável. Evoluímos não apenas nos casos de grande repercussão, mas também no atendimento do dia a dia, a cada cidadão que nos procura pelos mais diversos motivos”, enfatizou, acrescentando que hoje, a principal dificuldade da corporação é justamente o déficit de pessoal, que chega a 2,5 mil servidores, o que será sensivelmente reduzido com o novo concurso público anunciado.

Além da Medalha do Mérito da Polícia Civil, foi entregue, durante a solenidade, a Medalha Medalha Evanovich de Investigação Policial, concedida a policiais civis pela dedicação do trabalho sério e eficiente de investigação policial.

Uma outra honraria, na forma de placa, foi concedida aos policiais civis que se destacaram pelo profissionalismo e desempenho nas operações policiais em equipe.

Pessoas e representantes de entidades civis com relevantes serviços prestados à instituição policial foram agraciadas, ainda, com o Diploma Amigo da Polícia.

Ao final da cerimônia, foi entregue a Medalha da Láurea do Mérito Pessoal, que homenageia civis e militares pelos relevantes serviços prestados à sociedade.

Ao todo, cerca de 200 pessoas receberam as diferentes comendas ofertadas pela Polícia Civil do Pará. Entre elas, além dos próprios policiais, estavam secretários de Estado, deputados, vereadores, prefeitos e representantes de entidades parceiras da instituição policial, como o Ministério Público e o Tribunal de Justiça do Estado.

Com informações da Agência Pará