Início DESTAQUE Operação Rios apreende quase 3.000m³ de madeira

Operação Rios apreende quase 3.000m³ de madeira

Compartilhar
Cerca de três mil metros cúbicos de madeira (foto) em tora que foram extraídos ilegalmente e estavam sendo transportados em balsas foram apreendidos próximo ao município de Moju durante a operação denominada “Rios”, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), realizada em parceria com a Polícia Militar, por intermédio do Batalhão de Policiamento Ambiental, e a Secretaria de Fazenda (Sefa). A madeira estava sem a documentação necessária para comercialização (notas fiscais e guias florestais) e foi distribuída em quatro balsas, que também foram apreendidas junto com três rebocadores. Entre as espécies transportadas estavam cupiúba, ipeúba, maçaranduba e guajará. A operação prossegue nos rios do Pará. O material foi apreendido graças à ação conjunta da Diretoria de Fiscalização Ambiental e da Assessoria de Inteligência da Semas. FOTO: ASCOM / SEMAS DATA: 10.11.2017 MOJU - PARÁ

Cerca de três mil metros cúbicos de madeira em tora que foram extraídos ilegalmente e estavam sendo transportados em balsas foram apreendidos próximo ao município de Moju durante a operação denominada “Rios”, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), realizada em parceria com a Polícia Militar, por intermédio do Batalhão de Policiamento Ambiental, e a Secretaria de Fazenda (Sefa).

A madeira estava sem a documentação necessária para comercialização (notas fiscais e guias florestais) e foi distribuída em quatro balsas, que também foram apreendidas junto com três rebocadores. Entre as espécies transportadas estavam cupiúba, ipeúba, maçaranduba e guajará.
A operação prossegue nos rios do Pará. O material foi apreendido graças à ação conjunta da Diretoria de Fiscalização Ambiental e da Assessoria de Inteligência da Semas.

Após análise e cubagem das madeiras, o material ficou armazenado em uma base de apreensão da Semas no município de Moju. A destinação da carga apreendida aguarda o rito, que pode ser de concluído de três formas: alienação por meio de leilão, doação ou destruição. Os responsáveis pela atuação irregular serão encaminhados para prestar esclarecimentos.

Por Nilson Cortinhas