Início ALEXANDRE AMARAL O que importa mesmo é a comida.

O que importa mesmo é a comida.

Compartilhar

Tenho fome de comer. De tudo. Sou guloso, ansioso e gosto de programar os restaurantes em que vou comer, tanto quanto programo os passeios que irei fazer em determinada cidade.

Digo isto porque escrever sobre comida pode soar meio subjetivo. Tem gente que gosta de determinado prato e outros não. Não sei se é bem assim. Comida boa e bem preparada é fácil de reconhecer. E não sai da lembrança.

Mundo afora tem restaurantes que apostam nas alegorias para ganhar destaque. Não me interessa garçom que canta, barman que dança ou sommelier que faz mágica. Quero saber da comida. É para isso que vou aos restaurantes. E é dela que vamos lembrar sempre.

É claro que ninguém quer um restaurante com banheiros sujos, garçons mal educados ou ambientes calorentos e apertados. Mas conheço lugares que tem tudo isso, mas não seu descuidam da comida. E os clientes sempre voltam.

O que dizer do atendimento das meninas do Bira’s Bar ou do salão do Pata Rabuda? Mas o que importa mesmo é que o peixe frito de ambos é sensacional.

Do mesmo mal do mau atendimento padece o Bar Lagoa, no Rio de Janeiro. Mas todo mundo volta. Talvez o segredo seja mesmo a salada de batata ou o bife a milanesa perfeito.

No Galeto Sat’s em Copacabana, é difícil se mexer ou respirar entre as mesas, mas já cruzei mais de uma vez com o Boni por lá. O cara sabe das coisas: o Sat’s serve o melhor galeto do Rio!

Esta coluna vai falar de restaurantes e locais com comida gostosa. Sejam eles 3 estrelas Michelin em Nova York ou um restaurante familiar em Bangkok. O que importa mesmo pra mim é a comida. Porque não existe ambiente ruim, quando a comida é boa!

Alexandre Amaral é publicitário, empresário e guloso.