Início BLOG DO BACANA Memórias

Memórias

Compartilhar

Memórias .
Acho que foi em 2009 ou 2010. Eu ia fazer a cobertura de um evento da Abav no Rio.
Aproveitei e conseguimos marcar uma matéria mostrando um pouco do Copacabana Palace.
Eu estava em um hotel ali perto, no Leme, sai caminhando até o Copa.
A relações públicas foi ótima, mostrou todo o hotel, contou algumas histórias, foi uma bela matéria que ainda tenho no meu arquivo do programa Bacana de TV.
Acabando, o cinegrafista foi pro hotel e eu fiquei ali no bar, na atmosfera gostosa que ele tem.
Em seguida a mesma assessora do hotel vem e me pergunta se eu gostaria de conhecer o Ricardo Boechat. Como não? Lia a coluna do Ibrahin Sued que ele ajudava a fazer, acompanhava depois suas próprias colunas, era um ídolo.
Foi ali na piscina que conversamos, ele tomava whisk, segui acompanhando .
Ricardo falou do seu livro sobre o Copacabana Pacale que acabara de lançar, perguntei muito, parecia um interrogatório de alguém louco pra saber sobre ele e também sobre o turco, o Ibrahin, que fora o grande colunista de O Globo. Contou histórias engraçadas do convívio com Sued, falou da profissão , fez análises políticas, quanto mais bebia mais ele falava, já me superando no falatório.
No livro que estou escrevendo sobre meus 35 anos de profissão estará lá as histórias que ele me contou. Fica hoje um vácuo insubstituível no jornalismo. Quando fui convidado pra fazer o programa da Rádio Unama assistia a dezenas de programas dele na Band tentando buscar inspiração. Era um cara diferenciado, de personalidade forte. Nunca mais pude encontrá-lo. Mas foi um final de tarde delicioso, quando a sorte me fez poder falar por umas duas horas com esse grande jornalista .