Início BACANA NEWS Justiça Federal determina que Inep revise prova de candidata do Pará no...

Justiça Federal determina que Inep revise prova de candidata do Pará no Enem 2019

Compartilhar

Foto: Ana Carolina Moreno/G1

Por G1 Pará

A Justiça Federal no Pará concedeu, nesta quarta-feira (22), liminar de revisão de prova a uma candidata que alegou que teria sido prejudicada com erros na nota do Enem 2019. Na decisão, o juiz Jorge Ferraz de Oliveira Junior deu prazo de 48 horas, a contar da intimação, para que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação realizem a revisão. Diversas denúncias de erros na pontuação da prova foram registradas em cidades de todo o país. Segundo o Inep, ao todo, 5.974 candidatos foram atingidos pelo erro na correção.

Na ação, a participante alegou que, conforme gabarito oficial publicado pelo Inep, acertou 37 das 45 questões das provas referentes a Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e ainda Ciências Humanas e suas Tecnologias, correspondendo a 822,22 pontos. Mas o resultado oficial divulgado pelo Inep, no dia 17 de janeiro de 2020, a pontuação nas provas ficou abaixo do gabarito marcado, gerando pontuação média de 764,56, inferior aos 817,828 pontos caso a computação do gabarito fosse feita corretamente.

Na decisão, Jorge Ferraz de Oliveira Júnior também considerou o prazo de 12 horas, dado pelo ministro da Educação, que publicou pelo Twitter do Inep, para os candidatos prejudicados com a correção errônea pudessem fazer suas reclamações.

“Sustenta a afronta ao princípio da publicidade, vez que o Twitter não é meio adequado para citada divulgação, ressaltando também o prazo exíguo para tais manifestações, de apenas 12 horas”.