Início BLOG DO BACANA Industriais irritados

Industriais irritados

Compartilhar

Foto: Reprodução

A pandemia deixou um segmento em particular bastante irritado com os dados divulgados ontem pela Fiepa. O segmento industrial.

Cerca de 55% das empresas sofreram impactos na sua produção devido à crise provocada pelo coronavírus, seja por redução da demanda (49%) ou por não terem tido nenhuma demanda (6%). É o que revela uma pesquisa realizada pelo Sistema FIEPA, entre os dias 24 de junho e 10 de julho.

Mas como o brasileiro é por natureza um ser esperançoso, a pesquisa mostra também que mais de 70% das indústrias paraenses estão muito confiantes ou confiantes em uma retomada da economia.

A pesquisa aponta ainda que 81% das empresas entrevistadas querem fazer investimentos, passada a pior fase da pandemia, em itens como contratação de mão de obra (20%), aquisição de máquinas e equipamentos (19%) e qualificação de trabalhadores (18%).

Houveram outros reflexos nessa crise: A pesquisa revela que 98% das indústrias tiveram que tomar medidas na gestão para poder sobreviver no período. Entre essas medidas, estão antecipação de férias ou férias coletivas dos trabalhadores (25%), redução nos custos da produção (19%), suspensão temporária de contrato de trabalho (14%) demissão de funcionários (14%), entre outros.

Em resumo é o seguinte: as reuniões na Fiepa já não são tão animadas como antigamente.

Confira mais dados da pesquisa AQUI