Início BLOG DO BACANA Home office: como me manter produtivo na quarentena?

Home office: como me manter produtivo na quarentena?

Compartilhar

Foto: Divulgação

Por Beatriz Manarte, Revista Bacana

Quando o ambiente de trabalho muda, manter a produtividade não é fácil. Apesar dessa mudança, é possível se manter ativo e produtivo durante a quarentena.

O trabalho em casa, conhecido pela expressão em inglês home office, se tornou necessário na rotina de muitos trabalhadores, devido aos avanços da pandemia de Covid-19. De acordo com a pesquisa feita pela empresa de monitoramento de mercado Hibou, em parceria com a plataforma de dados Indico, de seis a cada dez (59,9%) brasileiros aderiram ao regime de home office. Contudo, o cérebro pode estranhar determinadas mudanças.

“De um modo geral, tendemos a organizar nossas ações em forma de rotinas. É uma maneira do cérebro ‘economizar’ energia, uma vez que ações que repetimos em nosso cotidiano tendem a ser feitas de forma automatizada, onde a quantidade de esforço consciente que temos de empregar diminui à medida em que os hábitos vão se estabelecendo, o que nos dá a sensação de conforto e familiaridade”, explica a professora da Universidade Federal do Pará (UFPA) e PhD em neurociências e biologia celular, Lane Krejcova.

Mesmo com a rotina de trabalho alterada, o cérebro, por ser um órgão plástico é capaz de realizar novos hábitos. “Existe um período de adaptação, no qual a pessoa precisará conscientemente organizar seus hábitos de modo a estabelecer a nova rotina. Fazendo isso de forma organizada, com o tempo a pessoa vai conseguindo realizar as atividades com maior facilidade.” afirma a neurocientista.

Além disso, a neurocientista lembra que nesse período de habituação do cérebro com a rotina, a produtividade pode ficar reduzida. Para a Coordenadora do Núcleo de Trabalhabilidade, Emprego e Carreiras da Universidade da Amazônia – Belém, Fabiola Villela Machado, trabalhar em casa tem prós e contras. “De benefício, vejo o menor estresse por trânsito, a exemplo. Por outro lado também há vários desafios, sobretudo nas questões relativas à produtividade e à gestão do tempo”, acrescenta.

No entanto, para que haja êxito em cada atividade é importante a colaboração de todos nesse momento. “Nesta época de isolamento social é natural que os colaboradores se sintam inseguros quanto ao trabalho em regime de home office. Por isso é muito importante que o líder demonstre confiança na equipe, de que as atividades serão realizadas e os resultados serão entregues. Assim, fazer cobranças na dose certa e estabelecer um canal de comunicação eficaz e eficiente, respeitando o horário de trabalho, são atitudes importantes e que trarão para a equipe este sentimento de confiança necessário para que cada um desenvolva as atividades com foco no objetivo principal” ressalta Fabiola Villela Machado.

A neurocientista Lane Krejcova, conta que os componentes emocionais e motivacionais desempenham papéis cruciais na determinação do comportamento humano. “A emoção em si pode agir como componente motivacional suficiente para determinar a ação. Dessa forma, caso a pessoa precise realizar atividades com as quais tenha maior dificuldade, dividir essas tarefas e alterná-las com atividades mais prazerosas pode ser uma forma de manter-se motivado e reduzir a carga mental do esforço empregado. Todavia, não existe fórmula pronta. Cada um encontra seu ritmo dentro das suas limitações e possibilidades”, diz.

A coordenadora Fabiola Villela Machado, dá dicas essenciais para manter uma rotina de trabalho em casa. “Criar a rotina, desde a hora que se levanta, se arrumando para o trabalho, organizar um espaço adequado para desenvolver o trabalho, estabelecer os horários, listar as tarefas que precisam ser desenvolvidas e estabelecer prazos são algumas dicas que ajudarão a manter a produtividade do profissional”, detalha.

Para ajudar o desenvolvimento, celebre quando cada meta for realizada. “Certamente, e isso não somente em tempos de pandemia. “baby steps”, como se diz em inglês. Reconhecer que cada pequeno passo é mais uma conquista e apreciar o trabalho realizado pode ser uma importante ferramenta na manutenção da motivação, da produtividade e do bem-estar”, finaliza Lane Krejcova.