Início BACANA NEWS Governo do Pará usa drone para auxiliar na proteção de veranistas em...

Governo do Pará usa drone para auxiliar na proteção de veranistas em Salinas

Compartilhar

Foto: Segup / Ascom

Com informações da SEGUP

Pela primeira vez, agentes de segurança pública do Estado vão utilizar uma aeronave remotamente pilotável para monitorar o movimento na praia do Atalaia, na cidade de Salinópolis, no nordeste paraense. Com o drone, policiais militares observam com mais exatidão e dinâmica o que ocorre na faixa de areia e também dentro do mar. O uso do equipamento é uma das atividades realizadas pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) na Operação Verão Mais Seguro: saúde, segurança e responsabilidade. A atuação policial via ocorrer em 40 localidades, com um reforço de mais de 3.500 agentes, até o dia 2 de agosto.

O drone utilizado na Operação Verão faz sobrevoo em toda a praia, no lago conhecido popularmente como ‘Coca-Cola’, dunas e vias de acesso do coqueiral. O uso do instrumento colabora, ainda, com o Corpo de Bombeiros, que observa as pessoas na água, evitando que os banhistas se afastem da margem de segurança.

“Essa é mais uma novidade que a Segup traz, unindo tecnologia e inovação para reforçar a segurança dos frequentadores das praias. Com o drone, é possível agir preventivamente em uma situação que ocorra a necessidade de atuação. O operador aciona de imediato o salva-vidas ou o policial militar, para que o atendimento seja feito de maneira célere e com mais eficácia”, explicou o secretário adjunto de Operações da Segup, em exercício, coronel Alexandre Mascarenhas.

O monitoramento é feito diariamente em toda a extensão da praia do Atalaia, atingindo uma distância de até 2,5 quilômetros.

Além do drone, há em Salinas 29 câmeras de monitoramento fixas, com estabilizador de imagens e longo alcance, possibilitando imagens de qualidade. As câmeras reforçam o serviço de atendimento de urgência e emergência do Centro Integrado de Operações (Ciop), que conta com equipe formada por coordenadores, agentes de monitoramento de câmeras eletrônicas, atendentes, despachantes e motoristas policiais. O reforço contempla os serviços de atendimento de chamadas telefônicas para o número 190, despacho de ocorrências por meio do sistema de radiocomunicação com as guarnições em serviço.