Início BACANA NEWS Governo abre homenagens ao aniversário de Belém com iluminação no Monumento da...

Governo abre homenagens ao aniversário de Belém com iluminação no Monumento da Cabanagem

Compartilhar

Notícias Videos Notas Pautas

Governador abre programação pelo aniversário de Belém e homenagem ao Movimento cabano

O governador Helder Barbalho abriu, no início da noite desta segunda-feira (7), a programação “Belém Cabana”, uma semana alusiva ao Movimento da Cabanagem (1835-1840), que irá culminar com as comemorações pelos 403 anos de Belém. A abertura da programação contou com a inauguração de uma iluminação especial no Memorial da Cabanagem, localizado no Entroncamento. Além do governador, participaram da cerimônia a secretária de estado de Cultura, Úrsula Vidal, o senador Jader Barbalho, o vice-governador Lúcio Vale, deputados, secretários e a primeira dama Daniela Lima Barbalho.

A programação seguirá nos dias 11 e 12, com atrações gratuitas em diversos espaços culturais da capital. A realização é do Governo do Estado do Pará por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

a abertura, o Governador anunciou que está dialogando com a Prefeitura de Belém para que o Memorial da Cabanagem seja revitalizado para o resgate da cultura do povo paraense. “Os jovens precisam compreender a história da Cabanagem para que o sentimento de fé, força e coragem do movimento pulse na veia e no sangue de cada um de nós”, comentou.

Para Helder Barbalho o exemplo da luta dos cabanos pode ter reflexos na vida do povo paraense na atualidade. “Fazer com que a riqueza do solo através da riqueza da mineração possa gerar emprego, renda para nossa sociedade. Para que nossos rios que são navegáveis e geram energia possam deixar aqui benefícios e não somente a elevada conta de energia que faz com que a sociedade sofra diariamente”, destacou.

Helder ainda destacou que iniciar a programação da Semana alusiva a Cabanagem em seu Memorial, é o inicio do projeto de revitalização do espaço “para que todos aqueles que queiram saber mais sobre a história da Cabanagem tenha aqui um ponto de referência para manter viva a história do povo cabano”.

Programação – A programação cultural reúne música, artes cênicas e visuais, visita aos museus, arte de rua e cultura popular, com trabalhos artísticos inspirados na Cabanagem e outras atrações, tanto nos espaços gerenciados pela Secult e também nas ruas da Cidade Velha, cenário da revolução cabana há 184 anos.

Na próxima sexta-feira (11), a partir de 19h, no Mercado de São Braz, será realizado o Sarau da Cabanagem, com o Slam Dandaras do Norte. No mesmo dia, no Theatro da Paz, a partir de 19h30, haverá o relançamento do livro “Cabanagem Poemas” e do CD “Poemas da Cabanagem”, do professor Valdecir Palhares, seguido da apresentação do coro infanto-juvenil Vale Música, e finalizando com o espetáculo “Cabanos”, do Grupo Encenação.

No sábado (12), aniversário de Belém, a programação começa às 10h, no Teatro Gasômetro, com apresentação de cortejo afro, seguida pelo Cordão de Pássaro Colibri, Grupo Madalenas e do Coletivo In Bust. Também a partir de 10h, no Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP), além da exposição “Saramago”, haverá a “Imersão Cabana”, uma visita educativa ao acervo do museu com materiais históricos sobre a Cabanagem.

A partir de 18h, em frente ao MHEP, o público poderá prestigiar vídeo mapping com os VJs Lobo e Luan, intervenção cênica com a atriz Esther Sá, cortejo com o Batalhão da Estrela até o Píer das Onze Janelas, culminando com Batuque Vozes de Fulô e Cobra Venenosa.

Úrsula Vidal comentou que neste momento, em que se comemora 184 anos do movimento cabano, é uma orientação do governador recolocar o Memorial da Cabanagem dentro da memória histórica e arquitetônica da cidade. “Para isso teremos uma grande programação cultural para que as pessoas entendam que neste momento inauguramos um diálogo novo, com a valorização da cultura popular que pulsa intensamente em todos os territórios deste Estado”, ressaltou.

A secretária de cultura também destacou que está sendo sugerida uma gestão compartilhada do espaço do Memorial da Cabanagem e que ele volte a fazer parte do cotidiano da cidade.

Memorial da Cabanagem – O monumento foi inaugurado há exatos 34 anos, em 7 de janeiro de 1985, pelo então governador Jader Barbalho, marcando os 150 anos do movimento que ocorreu na Província do Grão-Pará. Na época, Helder Barbalho tinha cinco anos de idade.

O senador Jader Barbalho comentou que Oscar Niemeyer não cobrou nada pelo projeto e explicou detalhes do projeto arquitetônico presente no memorial. “ A peça significa o dedo da história que vai em direção do infinito e o pedaço que está embaixo significa a derrota dos cabanos”, explicou o senador.

O Monumento abriga os restos mortais do Cônego Batista Campos e dos cabanos Félix Clemente Malcher, Francisco Pedro Vinagre e Eduardo Angelim. Único projeto de Niemeyer no Pará, o memorial foi abandonado pelo poder público nos últimos anos, sendo alvo de depredação e vandalismo. Com a programação “Belém Cabana”, o Governo do Estado pretende reforçar a importância de valorizar a memória e a história do Pará.

Serviço: Programação “Belém Cabana”, integrando as comemorações pelo Aniversário de Belém, Nos dias 11 (sexta-feira) e 12 (sábado), acontece programação cultural no Mercado de São Braz, no Teatro Gasômetro, no Theatro da Paz, no Museu Histórico do Estado do Pará e no bairro da Cidade Velha. Todas as atrações terão entrada franca.

Texto:
Márcio Flexa