Início DESTAQUE Em Benevides, agricultores protestam contra instalação de aterro sanitário

Em Benevides, agricultores protestam contra instalação de aterro sanitário

Compartilhar
Foto: reprodução

Um protesto começou na manhã da quinta-feira (18) e seguiu até a noite, realizado por moradores da Comunidade Nelson Mandela, em Benevides, na Região Metropolitana de Belém. Eles interditaram vias de acesso ao local, em protesto contra a intenção de uma empresa de instalar um aterro sanitário na área onde residem 1.500 famílias de agricultores.

A intenção dos manifestantes era retomar o ato nesta sexta-feira (19). Em Nota, o Governo do Estado informou: “A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) não recebeu, até o presente momento, nenhum pedido de licenciamento de aterro sanitário em Benevides”.

O advogado Ilson Pedroso atua na defesa dos interesses dos moradores da Comunidade Nelson Mandela. Ele informa que tramitam dois processos com relação à área, um envolvendo da empresa antiga proprietária e um outro, de uma empresa de Santa Catarina, que adquiriu o terreno no processo de execução contra a primeira organização.

Por determinação da Justiça, está suspenso ato de imissão na posse até julgamento de recursos no processo. Ocorre que os moradores descobriram que a empresa apontada como dona da área propõe a retirada das famílias do local para execução de um projeto de aterro sanitário. Dessa forma, além da manifestação, os moradores buscam tratar do assunto com dirigentes e técnicos da Prefeitura de Benevides, do Governo do Estado e do Tribunal de Justiça do Pará.

Os manifestantes interditaram as vias de acesso à área com 150 mil metros quadrados, bloqueando as entradas a partir do Murinim e da Estrada do Mosqueiro.