Início BACANA NEWS Detran leva inovações tecnológicas para operação de fim de ano

Detran leva inovações tecnológicas para operação de fim de ano

Compartilhar
Cerca de 180 agentes de trânsito, com o apoio de 50 agentes de educação, trabalharão em todo o Estado nas estradas que ligam Belém aos balneários mais procurados nas festas de final de ano: Salinópolis, Mosqueiro (distrito da capital) e Marudá (em Marapanim). O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) montou um esquema de trabalho intensivo para garantir a segurança viária na BR-316 (foto). Doze agentes fazem a fiscalização na rodovia, desde o KM-0 até o KM-18. A partir desta sexta-feira (29), a BR-316 contará com 27 agentes de trânsito nos pontos de maior concentração - KM-0, próximo a uma igreja evangélica; no perímetro da Prefeitura de Ananindeua e no município de Marituba, às proximidades do mercado. “Os agentes de trânsito garantirão o acesso na saída dessas pessoas com segurança, para que possa haver bastante fluidez”, informou Walmero Costa, diretor Técnico Operacional do Detran. FOTO: ASCOM / DETRAN DATA: 27.12.2018 ANANINDEUA - PARÁ

Cerca de 180 agentes de trânsito, com o apoio de 50 agentes de educação, trabalharão em todo o Estado nas estradas que ligam Belém aos balneários mais procurados nas festas de final de ano: Salinópolis, Mosqueiro (distrito da capital) e Marudá (em Marapanim). O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) montou um esquema de trabalho intensivo para garantir a segurança viária na BR-316.

Doze agentes fazem a fiscalização na rodovia, desde o KM-0 até o KM-18. A partir desta sexta-feira (29), a BR-316 contará com 27 agentes de trânsito nos pontos de maior concentração – KM-0, próximo a uma igreja evangélica; no perímetro da Prefeitura de Ananindeua e no município de Marituba, às proximidades do mercado. “Os agentes de trânsito garantirão o acesso na saída dessas pessoas com segurança, para que possa haver bastante fluidez”, informou Walmero Costa, diretor Técnico Operacional do Detran.

Durante a Operação Boas Festas, os agentes do Detran usarão o Talonário Eletrônico, e os condutores terão acesso ao Sisdat (Sistema de Declaração de Acidente de Trânsito) e à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital.

Solução Tecnológica de Talonário Eletrônico – É a lavratura e impressão de auto de infração de trânsito, integrada e on-line operacionalizada em equipamentos móveis portáteis (smartphone) operados por agentes de trânsito do Estado do Pará. Demanda agilidade no procedimento de registro nas bases de dados do Detran-PA, como também torna difícil a ocorrência de falhas no processo, prescrição de notificações e de extrema segurança ao servidor público, pois poderá realizar uma abordagem consciente e segura no veículo circulante. Os veículos furtados e conduzidos por criminosos terão tratamento diferenciado pelos órgãos competentes presentes para apoio da operação.

No Talonário Eletrônico será possível:

1 – Acesso a relatório das ações em tempo real;
2 – Ordem de serviço das operações;
3 – Check List da Viatura;
4 – Formulários – TRV, RRD, TCA;
5 – Impressão do Auto de Infração;
6 – Consulta a legislação;
7 – Acesso ao banco de dados – SISTRANSITO / SIDAT;
8 – Acesso ao Infoseg.

O Sisdat – Sistema de Declaração de Acidente de Trânsito, é um serviço do Departamento Estadual de Trânsito que objetiva proporcionar comodidade ao cidadão permitindo efetuar, por meio de uma plataforma virtual, aplicativo APP, o registro de acidente de trânsito sem vítima, com apenas danos materiais.

O Sisdat foi construído para ser usado como uma ferramenta oficial e confiável do serviço público, servindo para fins de seguro ou ações judiciais. O envolvido no acidente de trânsito poderá registrar o acidente pelo App em até 30 dias, posterior a data do fato. Para o registro de acidente de trânsito serão necessários os dados pessoais dos condutores envolvidos no acidente, tais como: endereço, telefone, e-mail, e ainda dados do seu veículo (Placa e Renavam) e o máximo de informações dos demais envolvidos no acidente.
O Sisdat está disponível nas lojas virtuais para os aparelhos andróid e iphone. É um sistema totalmente interativo que permite a compreensão de forma muito simples, pois as informações são alimentadas pelo condutor no momento do fato ou posterior sem necessidade de um técnico para realização do registro. A partir da comunicação do acidente é alimentado um banco de dados com as informações do fato e o controle do condutor por e-mail.

O fundamento legal para aplicabilidade do App Sisdat está amparado pelo Código de Trânsito Brasileiro em seu art. 176 que dispõe que se houver acidente sem vítima, os veículos deverão ser retirados do local , a fim de garantir a fluidez e a segurança viária.

A CNH Digital é a versão digital da Carteira Nacional de habilitação com o mesmo valor jurídico da impressa e com as vantagens adicionais que propiciam uma maior mobilidade, praticidade e comodidade . Ela permite uma fácil validação eletrônica, recuperação do documento e maior durabilidade. Para adquirir a CNH Digital, basta entrar no site do Denatran e seguir o passo a passo.
Na primeira vez, é preciso criar um PIN (senha de 4 dígitos para armazenar seu documento de segurança). Você só precisa inserir o PIN criado para poder visualizar seus documentos. A CNH Digital possui um QR code que pode ser lido e validado quando necessário.

“Essas inovações tecnológicas garantem mais segurança tanto para os agentes quanto para os condutores. E assim, vamos trabalhar com foco na prevenção de acidentes e fluidez no trânsito”, concluiu Walmero.