Início BLOG DO BACANA Coluna do Bacana

Coluna do Bacana

Compartilhar

Foto: Divulgação

Live – Hoje as 20 horas tem entrevista na Live do Bacana com Lucinha Bastos.

MP – Segundo noticiou o jornalista Carlos Mendes: Várias falhas operacionais e de logística, algumas graves, do Ministério Público do Pará foram constatadas durante correição realizada por determinação do corregedor nacional do Ministério Público nas unidades do órgão que atuam na área de segurança pública e lidam com crimes violentos letais intencionais, sistema prisional e controle externo da atividade policial, em Belém, Ananindeua, Marabá, Altamira e Marituba.

Drones – Governo do Pará usa drone para auxiliar na proteção de veranistas em Salinas. Pela primeira vez, aeronave remotamente pilotável é utilizada para monitorar o movimento na praia do Atalaia.

Atendimento- Com a diminuição do número de novos casos de Covid-19 e de internações, o governo do Estado faz também a retomada de serviços presenciais em várias frentes. Cosanpa, Seaster, Seduc, Detran e Procon são alguns dos órgãos estaduais que já estão fazendo o atendimento presencial ao público, em horário reduzido.

Fundo Esperanca – Mais de R$ 149 milhões já foram liberados aos empreendedores cadastrados no programa de crédito Fundo Esperança, lançado pelo Governo do Pará em março deste ano. No período de 27 de março, data da primeira liberação de recurso, até a última quarta-feira (1), foram repassados mais de R$ 57 milhões para pessoas físicas e R$ 92 milhões para as empresas cadastradas. Os créditos têm como objetivo minimizar os impactos na economia paraense durante a pandemia da Covid-19.

Candidato !? Reunião entre o tucanato fez subir a cotação de Cássio Andrade como candidato do grupo a prefeitura de Belém.

Pai e filha – O ex-governador do Pará Simão Jatene e a filha dele, Izabela, foram condenados à devolver todo o salário ganho por ela no período em que foi secretária extraordinária de Integração e Políticas Sociais, a partir de março de 2015. A decisão em primeira instância foi tomada pelo juiz 5ª Vara de Fazenda Pública Raimundo Rodrigues Santana.
Plano Safra – O Plano Safra 2020/2021 disponibiliza crédito de R$ 5 bilhões para você gerar ainda mais renda e girar a economia da Amazônia Legal. O BASA valoriza o campo, estamos juntos! Saiba mais por meio do WhatsApp (91) 4008-3785. O BASA aplicou mais de R$ 4,5 bilhões pelo Plano Safra 2019/2020, batendo o total realizado no Plano Safra anterior que foi R$ 3,1 bilhões, representando um aumento de 45,16%.

Redes – No último dia 29, empresas fornecedoras locais puderam apresentar seus produtos e serviços a grandes empreendimentos industriais do Pará por meio de um evento inovador promovido pela REDES, iniciativa do Sistema FIEPA. O primeiro Supply Tank (ST) Digital, versão online do já consolidado evento de negócios promovido pela REDES desde 2019, aconteceu pela primeira vez totalmente digital com o objetivo de incentivar compras locais e contribuir com a geração de mais negócios nesse momento de retomada da economia.

Máscaras caras – A Prefeitura de Belém, através da Secretaria Municipal de Saúde, pagou R$ 29,90 por unidade de máscara modelo “PFF-2” durante uma compra emergencial na crise de Covid-19. Ao todo foram pedidas 3.100 máscaras nessa nota e o fornecedor escolhido foi um MEI, Micro Empreendedor Individual. O preço global pago foi R$ 92.690,00. Essas informações foram encontradas no Portal da Transparência do município de Belém, no empenho de número 6834/2020 e podem ser acessados via internet por qualquer cidadão.

Máscaras caras 1- Consultando dados de outros municípios vemos uma variedade de preços. A Prefeitura de Pien, no Paraná, pagou 12 reais por cada máscara em um dos empenhos. Em Tenente Portela – RS, o valor unitário foi R$ 18,00. Dos documentos analisados quem pagou mais caro foi Ourinhos-SP, R$ 22,00 por unidade, mas nem perto dos R$ 29,90 por unidade pago pela Sesma de Belém.

Sesi – Um projeto realizado na escola SESI Belém no ano de 2019 está entre os selecionados no prêmio ‘Professor Nota 10’, promovido em âmbito nacional pela Fundação Vitor Civita. A premiação que reconhece boas práticas para a melhoria da qualidade da Educação Básica brasileira recebeu mais de 3.700 inscrições em 2020.
O projeto ‘Tangram Construindo Saberes’ foi realizado de fevereiro a junho de 2019, na Escola SESI Belém, pelo professor Oziel Luz. Um dos objetivos era trabalhar de forma transversal a sustentabilidade, a valorização e o respeito ao meio ambiente, o desenvolvimento da leitura e escrita, além de melhorar as noções básicas das quatro operações matemáticas.

Remo – O Clube do Remo fechou contrato com a agência DataClick, para gerir o seu novo programa de sócio-torcedor. O ST do Leão passará por uma reformulação, que foi pensada e criada para cada associado.
A Dataclick é uma empresa de tecnologia, que a partir de agora, irá ter controle do quadro do sistema do sócio-torcedor. Dentro desse sistema, o ST terá um clube de vantagens novo, descontos em grandes redes e um aplicativo, que trará muitas promoções e conteúdos exclusivos.

Senai – Desde o final de março, quando a pandemia do novo coronavirus começou a se intensificar no Pará, uma rede de voluntários, liderados pelo SENAI Pará, iniciou o trabalho de recuperação de respiradores em hospitais públicos e filantrópicos, fazendo as reparações nos próprios estabelecimentos de saúde. Com a alta da demanda, foi preciso criar, no início de abril, uma base na unidade do SENAI Getúlio Vargas, em Belém, para onde os aparelhos danificados chegam diariamente.

Quadra – A Quadra Engenharia possui grande experiência na construção de hospitais. Atualmente, estão trabalhando a todo vapor no Novo Hospital Geral da Unimed (Unidade Castelo) e no Hospital Regional de Castanhal. Além desses, já construíram dezenas de obras na área hospitalar.

BNDES – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) alcançou sexta (3) na linha de empréstimo para capital de giro o total de R$5 bilhões para micro, pequenas e médias empresas. O valor estava previsto no plano inicial de enfrentamento ao novo coronavírus, apresentado pelo banco de fomento em março, no início da pandemia de covid-19.

Segundo o BNDES, já foram aprovadas 16.318 operações com 15.094 empresas, que empregam 372.800 pessoas, com valor médio de R$ 318 mil por operação. Como a pandemia ainda não acabou, o programa vai ser ampliado até o fim do ano, com a disponibilização de mais R$5 bilhões.

Outras notícias em www.bacana.news