Início BACANA NEWS Colônia de Férias do Hospital Oncológico recebe jogadores de futebol americano

Colônia de Férias do Hospital Oncológico recebe jogadores de futebol americano

Compartilhar

O contato com as regras do futebol americano foi a atração especial da programação da colônia de férias que o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, oferece durante este mês aos acompanhantes e usuários internados na instituição. Na ultima sexta (14), no solário do quinto andar do hospital, dez jogadores do time paraense Legião Futebol Americano participaram das atividades agendadas.

Durante essas férias escolares de julho, crianças, adolescentes e familiares que acompanham os tratamentos no Oncológico podem participar, de forma divertida, de vivências ao ar livre e atividades que incentivam práticas saudáveis e experiências culturais e esportivas.

As atividades da Colônia de Férias do Oncológico Infantil são amparadas pelos devidos cuidados assistenciais do hospital, sempre de forma adequada ao estado de saúde de cada uma das crianças e jovens. Temas educativos sobre saúde e relativos à atenção aos próprios tratamentos também estarão sendo abordados de forma lúdica na programação, agendada para todas as sextas-feiras de julho (dias 7, 14, 21 e 28/7) e também em uma terça-feira (25/7), com agenda noturna especial voltada a adolescentes.

Atividades

Para participarem da colônia de férias do hospital, os meninos e meninas do hospital passam por uma triagem realizada pela equipe médica, logo pela manhã, antes do início das atividades, previstas para as tardes e noites. Assim, também são checados os pacientes que precisam cumprir agendas de procedimentos ou exames externos.

Também serão realizadas outras atividades nos leitos, para os pacientes que não puderem participar da programação da colônia de férias. Além das crianças e jovens atendidos, os acompanhantes também terão atividades especiais oferecidas pela equipe multiprofissional do Oncológico Infantil e também por voluntários que atuam junto ao estabelecimento.

As atrações da Colônia de Férias são oficinas de artes, teatro de bonecos, luau, encontros com atletas e jogos com dinâmicas adequadas a várias condições de acessibilidade, além de atividades com orientações para alimentação saudável e até educação para o trânsito. Além do cardápio semanal garantido aos pacientes e acompanhantes do hospital, lanches também serão oferecidos aos participantes, incluindo pipoca, sucos e chopes de frutas.

“A Colônia de Férias do Oncológico promove qualidade de vida com lazer, cultura, esportes, saúde e segurança. As atividades ajudam a manter um estado emocional positivo e melhoram a adesão aos tratamentos”, avalia Paula Viana, coordenadora de Humanização da unidade de saúde.

“É uma excelente essa ideia. As atividades ajudam até a melhorar a saúde, porque mexem com o psicológico de quem está por aqui”, diz a advogada Vanessa Rodrigues Monteiro, 37, mãe da jovem B. H. M. M., de 17 anos, que há um ano faz tratamento no hospital. As duas devem participar da programação.

Referência 

Inaugurado em outubro de 2015, e gerido pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Oncológico Infantil oferece atendimento público especializado, voltado ao tratamento em oncologia para crianças e jovens de zero a 19 anos. Atualmente a unidade é referência neste tipo de atenção no Norte e Nordeste. Cerca 650 crianças e adolescentes fazem hoje tratamento no hospital.

A cada mês, o estabelecimento realiza em média cerca de 684 consultas ambulatoriais, 2.716 sessões de quimioterapia, 76 cirurgias e 12.165 exames de análise clínicas, além de 145 internações. Dos 89 leitos disponíveis no Oncológico, dez são destinados à UTI. O hospital também oferece atendimento de pronto socorro 24 horas para os seus pacientes em tratamento.

Entre janeiro de 2016 a junho de 2017, o hospital realizou 9.467 consultas ambulatoriais; 41.454 infusões quimioterápicas; 811 cirurgias; 213.964 serviços de diagnóstico e tratamento; e 205.165 exames de análises clínicas; além de um volume total de 29.995 atendimentos a pacientes.

O Oncológico Infantil quintuplicou a oferta de leitos para tratamento do câncer entre crianças e adolescentes no Pará. E, desde que o hospital passou a funcionar, em 2015, o Estado não tem mais filas de espera para atendimento ou internação para cuidados oncológicos de crianças e adolescentes entre zero e 19 anos.