Início BACANA NEWS Balsa que atingiu a ponte no Rio Moju levava carga irregular que...

Balsa que atingiu a ponte no Rio Moju levava carga irregular que pertencia a uma empresa da Vale

Compartilhar

Foto: Reprodução/TV Liberal

A Biopalma da Amazônia, empresa que pertence a Vale, não tinha permissão para vender “bucha de dendê”, carga que estava sendo transportada pela balsa que causou a queda de ponte sobre o rio Moju, no Acará, município no Pará, segundo a Procuradoria-Geral do Estado (PGE). De acordo com a ação, a empresa vendeu cerca de 1.800 toneladas do subproduto para a Jari Celulose.

A pedido da procuradoria, as duas empresas estão entre as seis envolvidas no acidente que tiveram bens bloqueados pela Justiça, totalizando R$185 milhões, incluindo ainda a CJ da Cunha, IC Bio Fontes, Agregue e Kelly Oliveira, responsáveis pelas transições comerciais e pelo transporte de carga. A decisão é assinada pelo juiz Raimundo Santana, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Belém.

Com informações do G1 Pará