Início BACANA NEWS 1ª Etapa do Campeonato Paraense e a 4ª Prova do A&L Rancho...

1ª Etapa do Campeonato Paraense e a 4ª Prova do A&L Rancho de Três Tambores são realizadas com sucesso em Parauapebas

Compartilhar

Foto: Anderson Moreira

O Campeonato Paraense de Três Tambores 2019-2020 (o campeonato começa em julho e termina em junho do ano seguinte) teve início no último fim de semana em Parauapebas, com a realização da 1ª Etapa da Associação de Tambor e Baliza (ATPPA) nos dias 5, 6 e 7 de julho no A&L Rancho, entre as vilas Palmares Sul e Palmares II. Na oportunidade, o A&L Rancho promoveu também sua 4ª Prova de Três Tambores, que contou, inclusive, com a participação de cavaleiros e amazonas de Imperatriz e de São Luís (MA).

A 1ª Etapa do Campeonato Paraense de Três Tambores teve 470 inscrições, 139 animais, 94 competidores e quase R$ 40 mil em prêmios.

O evento foi aberto na noite de sexta-feira, dia 5, prosseguiu no sábado (6) e terminou domingo (7) com a presença de familiares dos competidores e moradores de Parauapebas apaixonados pelos cavalos Quarto de Milha.

Para o presidente da ATBPA, Luciano Lima, do A&L Rancho, “o evento esportivo dos Três Tambores surpreendeu a todos em números de inscrições e participantes”. Ele disse que está “muito feliz com o crescimento das competições de Três Tambores no Estado do Pará” e lembrou que as próximas etapas do campeonato paraense ocorrerão em Novo Repartimento (2 a 4 de agosto – Fazenda Aratu); Jacundá (20 a 22 de setembro – Fazenda Baiana e Rancho dos Compadres); Paragominas, 18 a 20 de outubro; Castanhal, de 15 a 17 de novembro; Acará (na região metropolitana de Belém),  no Haras São Francisco, de 12 a 15 de dezembro; Parauapebas, de 1 a 3 de maio de 2020, no JR Rancho, e a última e oitava etapa do campeonato dias 5 e 6 de junho de 2020 no Haras União, em Marabá.

As provas de Três Tambores premiam várias categorias. A filha mais nova do empresário Luciano, a Letícia Bernadete Santos, começou a participar de provas de tambor ainda criança e hoje já é uma adolescente campeã estadual nas categorias Jovem B e Feminino. “Tenho que treinar bastante, porque só assim é que a gente consegue bons resultado. Consigo conciliar este esporte com meus estudos. Não é uma coisa impossível, mas precisa de muita dedicação e treinamento. Algumas pessoas pensam que é fácil, mas não é fácil. É necessário muito treino. Treino duas vezes por semana e esta etapa aqui no A&L Rancho foi muito boa”, afirmou Letícia.

O estudante de medicina veterinária Ray Carvalho, de São Luís do Maranhão, disse que a competição dos três tambores para ele é como se fosse um tratamento. “Me ajuda em todos os sentidos todo dia. É a auto estima do dia a dia. É um esporte que reúne toda a família e ajuda bastante no meu curso de medicina veterinária”, destacou.

O adolescente Daniel Lucas, de Marabá (PA), foi o campeão nas categorias Jovem C e Participante C e estava muito feliz com os resultados obtidos. “Sempre busco participar das provas no A&L Rancho e nas demais cidades do Pará. Os Três Tambores representam mais do que um cavalo e uma corrida. Eu sempre gostei de cavalos e os Três Tambores fazem parte da minha vida”, disse ele.

João Pedro Rodrigues do Vale, de 11 anos, de Parauapebas (PA), é outro campeão estadual de Três Tambores que participou da 1ª Etapa do Campeonato e da 4ª Prova do A&L Rancho. “Eu gosto de participar de todas as provas, até para não perder pontuação. É um esporte que exige espírito de vontade, dedicação, carinho e cuidados com os cavalos”, destacou.

Este ano, o evento esportivo de Três Tambores no A&L Rancho contou com a participação de um grupo de jovens da igreja Shekinah House Church, comandada pelo Pastor Deivid Silva. “Nossa comunidade, que fica num sítio perto de São Luís foi fundada há 11 anos em Fortaleza e começou com 20 pessoas. Hoje, em São Luís, contamos com 100 membros, a maioria jovens que estavam envolvidos com drogas, vícios e prostituição no Maranhão e o cavalo entrou na nossa vida há três anos. Trouxemos seis competidores; Firmino Chaves, Wanderson Moraes, Ana Rebeca, João Gabriel, Walter Lucas e Thiago Roberto. Os Três Tambores estão contribuindo em muito com a nossa igreja porque trouxe mais alegria, união e mais recuperação para nossos jovens”, afirmou o Pastor, que fez questão de agradecer o apoio recebido pelo empresário Luciano Lima, presidente da ATBPA e proprietário do A&L Rancho.

A jovem Ana Rebeca Souza disse que a competição em Parauapebas foi bastante satisfatória e muito emocionante. “A gente treina muito para dar o melhor de nós na pista. Em nome da nossa família Shekinah agradeço a todos que nos apoiaram para que participássemos deste evento de Três Tambores. Os resultados foram muito bons. Saímos daqui satisfeitos e felizes e muito grato ao senhor Luciano Lima, do A&L Rancho pelo o apoio que nos deu”, disse ela, acrescentando que os Três Tambores representam muito na vida de todos da comunidade dela: “Com certeza. A competição dos Três Tambores entrou no nosso mundo e nos apaixonamos por ele. É um esporte que reúne as famílias e permite a união de todos. É muito bom”, destacou.

O empresário Júnior Ernandes, proprietário do CT Marquinhos Rancho, em Castanhal, veio com a esposa Cristina Macedo, a filha Cássia Macedo, o amigo e sócio Brendo Santos, que trouxe as filhas Alice Santos e a sobrinha Amanda da Costa, o namorado da sobrinha, José Nascimento, e o treinador Edio Santos, mais conhecido por “Macapá”.

Este foi um evento alto nível. Não perde nada para os eventos de Três Tambores realizados em São Paulo, Paraná e Minas Gerais. Temos os mesmos níveis de provas. Este esporte equestre reúne as famílias. Fomos muito bem recebidos pelo empresário Luciano Lima, do A&L Rancho, sua esposa Andréa, e suas filhas Mirela e Letícia, além do treinador Juscelino. Estamos satisfeitos e voltaremos para casa felizes”, disse Júnior, acrescentando que “o campeonato estadual de Três Tambores no Pará atinge em torno de R$ 500 a R$ 600 mil em premiações, gera emprego, renda e consumo no estado”.

Fonte: Blog do Zé Dudu